sábado, 16 de fevereiro de 2008

Voar é preciso...

Meu voô de paragleider em Torres -, RS ( Brasil) 2008

Voar é preciso sempre...

há asas onde nem imaginamos que tem...

há asas até :
no pé com chulé

na orelha surda

no olho vesgo

no umbigo grande ou pequeno

nas unhas, curtas ou comidas.


As asas de nós gente

são como o vento...

não se vê! Se sente ...

não existe gente sem asas.

Existe sim, asas sem gente.




Um comentário:

*Maura Girassóis* disse...

Olá Amigo Jones,
Seguido visito seu blog e me delicio com o que leio e com as belas imagens que vejo...
Beijão da Maaura***